• tete


  • Pós- consulta, o atendimento além do consultório

    A consulta é o principal momento da relação entre o médico e o paciente, certo? Sim! Quer dizer, mais ou menos. Como já foi dito por aqui, o atendimento pode ser um fator decisivo para o retorno do seu cliente. Por isso mesmo é que se fala tanto em atendimento humanizado. Porém, tão importante quanto atender bem o paciente enquanto ele está frente a frente com você, é ser atencioso também após a consulta, garantindo ainda mais a satisfação, a confiança e o bom relacionamento.

    Pode parecer que não, mas nesse caso a “matemática” é bem simples. Passando para a ponta do lápis, em números, estudos comprovam que manter um paciente fiel pode ser entre cinco a sete vezes mais barato do que conquistar um novo. Levar em consideração um dado como esse só pode apontar para um caminho: investir naqueles pacientes que já passaram pelo seu consultório. 

    Com a sua experiência, você já sabe que paciente bem atendido, volta, não é mesmo? Assim como o retorno demonstra que houve confiança da parte dele, saiba que este é um importante indicador de que você também pode confiar nele. Não entendeu o porquê? Bem, é simples:

     

    Pacientes antigos têm uma taxa muito menor de abstenção às consultas do que os novos, o que significa que os tão temidos “buracos na agenda” também podem se tornar um problema do passado com o investimento na relação e fidelização do paciente. Afinal, paciente fidelizado é sinônimo de estabilidade no fluxo do seu consultório.

    Médica com idosa - retorno de pacientes

    Outra razão, além do relacionamento fiel, é a própria propaganda. Quando um paciente chega ao estágio de fidelização, o passo seguinte é a divulgação completamente espontânea dos seus serviços. Ou seja, a famosa propaganda boca a boca.

    Bem, agora que você já entendeu que o atendimento deve ir muito além do aperto de mão no consultório já que isso pode influenciar inclusive no seu faturamento, que tal conhecer algumas dicas para colocar essa atitude em prática? Confira:

     

    Mantenha contato com o paciente sempre que possível

     

    Na grande maioria das vezes, o cliente já procura os seus serviços por algum tipo de incômodo de saúde, o que naturalmente já representa um certo desconforto. Exatamente por isso, agir de maneira atenciosa e empática com uma frequência adequada pode fazer toda a diferença.

    E como fazer isso?

    Hoje em dia existem diversos canais de comunicação para se conectar com os seus pacientes. Quer alguns exemplos? Telefone, SMS, e-mail, WhatsApp, mídias sociais e outros. Com tantas opções assim, é claro que várias delas podem fazer parte da sua estratégia de comunicação, levando constantemente para o cliente a lembrança da sua marca e/ou serviços.

     

    Utilize estratégias de marketing digital

     

    Mas não basta simplesmente “utilizar por utilizar”. É preciso pensar de maneira estratégica, e nessa parte uma agência de publicidade especializada pode ser de grande ajuda.Por isso:

    Conheça a Agência Ecos

     

    Crie vínculo emocional entre a marca e o paciente

     

    Todo mundo gosta de ser lembrado de alguma forma. E na relação médico-paciente isso não é diferente. Por essa razão, procure utilizar os canais que foram citados ali em cima para ter mais atenção com os seus atendimentos após o atendimento propriamente dito. Afinal, não se esqueça: quem gosta, confia!

    E quanto mais pessoal você for, melhor. É claro que muitas vezes a correria do dia a dia não permite que você pergunte sobre toda a vida do seu paciente, mas alguns detalhes podem fazer a diferença. Você pode, por exemplo, enviar uma mensagem ou cartão de aniversário. Isso fará com que ele se sinta valorizado e também feliz pela lembrança. Além disso, é uma forma de marcar presença na vida do paciente de maneira sutil, porém carinhosa e significativa.

     

    Confira também: Conheça o novo Medsystem Cloud

     

     

     

    Voltar

       Empresas       Contato       Comercial       Catálago